Calcular: Visionário, Cavina Destaca Potencial Imobiliário de Marília e elogia Inovações

Legenda: Valter Cavina, Master Imóveis

Nos momentos de crise, é natural a busca por alternativas que visem preservar o patrimônio. Neste sentido, a atual fase de instabilidade econômica pela qual passa o País tem direcionado os investidores a uma das aplicações mais seguras: os imóveis. A avaliação é do diretor da Master Imóveis, Valter Luiz Cavina. Executivo do grupo que também conta com a incorporadora CAV Empreendimentos Imobiliários, ele vê oportunidade no lugar da crise e considera Marília com muito potencial de crescimento.

Aos 52 anos, casado e pai de três filhos, Valter Cavina fundou a Master há 20 anos. Hoje, o grupo está à frente de dezenas de empreendimentos incluindo mais de 10 prédios em construção e outros em fase de lançamento. Um diferencial da empresa é oferecer a opção de preço de custo que atraiu um novo perfil de investidores.

“Conseguimos oferecer um produto de qualidade com um preço bem melhor. Nós temos também empreendimentos com preço fechado. A diferença de um e de outro é que preço de custo dá mais trabalho, porém, ele traz uma rentabilidade muito maior para o investidor. Ou seja, é o imóvel sem gordura, enxuto. Já o preço fechado você pode ter uma gordura da lucratividade da construtora que pode perder no momento da necessidade de uma venda rápida”, explicou.

Cavina contou que traçou a estratégia após uma pesquisa de mercado: “Os profissionais que têm outras atividades queriam investir no mercado imobiliário e não tinham tempo. Então, através da incorporadora, da construção e da parte comercial da Master Imóveis, possibilitou essa condição para muitos profissionais. Nós contratamos a construtora, mas a incorporadora é nossa, que é a CAV Empreendimentos Imobiliários”. Leia mais..

Calcular: Para diretor da Ravenna, condomínios que usam tecnologia serão mais valorizados

Rangel

A cada hora, em algum lugar do planeta, alguém está testando soluções para melhorar a vida das pessoas. A evolução tecnológica trilha um caminho sem volta e quem não se acomoda e busca agregar inovações ao seu negócio tem mais chances de sucesso. Por isso, os novos investimentos do Grupo Calcular foram bem recebidos pelos mercados imobiliário e da construção civil de Marília.

Um exemplo é a Portaria Remota que será lançada pela Calcular em parceria com empresa de grande porte. Conciliando o aumento da segurança, através do gerenciamento de acesso aos condomínios residenciais e comerciais por uma Central de Comando, e a redução de custos operacionais, a primeira administradora de condomínios de Marília chega renovada aos 27 anos.

Pouco difundida no interior, mas muito utilizada nos grandes centros, a Portaria Remota veio para ficar. Na opinião de profissionais da construção civil, como o engenheiro Rangel Pietraróia Filho, diretor da Construtora Ravenna, “nos tempos modernos, o uso de tecnologias é imperativo na agilidade e, sobretudo, na redução de custos. Entendo que é oportuna a oferta deste sistema de Portaria Remota onde, além de utilizar tecnologia de ponta é fundamental a redução nos custos sem prejuízo nos serviços”, pontuou. Leia mais..

Condomínio: Diretora da Calcular defende planejamento para enfrentar a crise econômica

Maria Thereza Brandão Lima.

Diante do aumento de 10 por cento no custo de vida, no acumulado dos últimos 12 meses, segundo levantamento do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), é inevitável o impacto negativo no orçamento familiar. Com isso, “desde o início de 2015, observamos o crescimento da inadimplência no pagamento das taxas condominiais”, informou a diretora da Calcular – Administração e Terceirização de Condomínios, Maria Thereza Brandão Lima.

Com 27 anos de existência, e pioneira na administração condominial, a Calcular tem em sua carteira de clientes mais de 80 condomínios residenciais e comerciais, de diferentes padrões que, em maior ou menor proporção, sentem os reflexos da crise econômica: “Orientamos os síndicos a adiarem os investimentos que não sejam prioritários e a adotarem medidas de economia visando a redução de custos”, assinalou.

De acordo com Thereza Brandão, os maiores aumentos foram registrados na energia elétrica, na aquisição de materiais de consumo, no pagamento de mão-de-obra (funcionários) e dos prestadores de serviços: “Já houve caso de apresentarem orçamento de 150 reais para substituírem uma luminária que custa 30 reais. Isso é um absurdo. Obviamente, nem sempre o menor preço significa o melhor serviço. Mas, temos que equacionar para manter o equilíbrio, visando o melhor custo-benefício”. Leia mais..

Calcular: Síndico do Itaparica defende profissionalismo para administrar condomínios residenciais

Ricardo Canova e família

A expectativa de que o ano de 2015 seria marcado pela recessão econômica não só se confirmou, nos primeiros meses, como acendeu a luz amarela sinalizando que tempos mais difíceis estão por vir. Neste contexto, equacionar a receita e as despesas na administração dos condomínios residenciais tornou-se uma tarefa desafiadora para os síndicos.

Segundo o engenheiro agrônomo Ricardo Canova, 46 anos, síndico do Condomínio Itaparica, “vejo hoje como principal dificuldade conseguir recolher 100 por cento da taxa condominial, ficando limitado para cumprir as despesas fixas”. Localizado em área nobre, na Avenida Presidente Roosevelt, o condomínio possui 40 apartamentos e é cliente da Calcular – Administração e Terceirização de Condomínios há 19 anos.

Casado e pai de duas filhas, o síndico afirmou que, “como em outros condomínios, os recursos são limitados devido à arrecadação não atingir os 100 por cento. Fica difícil liquidar as despesas sem ter os recursos disponíveis. A despesa fixa tem que ser paga no mês para não acumular no mês seguinte. Conscientemente, quando surge uma despesa extra nós analisamos as prioridades e negociamos os pagamentos”, assinalou.

Ricardo Canova observou que “as despesas com a administradora correspondem a, mais ou menos, 70 por cento do valor do condomínio, entre a administração e serviços terceirizados. Por isso, precisamos que a administradora seja uma parceira em tempo integral, para que cada ação tomada dê resultados positivos pelo fato de termos no prédio 40 apartamentos que estarão fiscalizando nossos serviços”.

Neste sentido, o síndico do Condomínio Itaparica elogiou a parceria com a administradora consolidada desde 1994: “A Calcular é uma parceira imprescindível para o bom andamento do condomínio. E nestes anos tem mostrado sua parceria no pronto atendimento às necessidades do prédio e no profissionalismo dos funcionários”. Leia mais..

CALCULAR: Condomínio Primavera capta água da chuva, economiza e ajuda meio-ambiente.

Legenda: Paulo Carvalho Teixeira

Muito tempo antes de a crise hídrica afetar o mundo todo e colocar a busca por alternativas à escassez de água no centro das discussões, o empresário Paulo Carvalho Teixeira, síndico do Condomínio Edifício Primavera enxergou mais longe. Com um pequeno investimento, implantou um conjunto de 06 cisternas com capacidade para coletar 12 mil litros de água da chuva, gerando economia e contribuindo para a preservação ambiental.

Cliente da Calcular – Administração e Terceirização de Condomínios desde sua fundação, em 1988, o Condomínio Primavera possui apartamentos de alto padrão e as áreas comuns são dotadas de quadra de esportes, piscinas, playground, além de garagens que demandam uma grande quantidade de água no processo de limpeza.

Tudo começou em 2007: “Quando entrei como síndico eu via lavarem as garagens com água do DAEM, água tratada. E geralmente, quando sujava mais as garagens era o período das chuvas, quando os carros entravam com os pneus sujos e depositavam barro. Chamei o zelador, fiz um pequeno estudo e vi que o prédio só comportava 12 mil litros de água, porque não tinha espaço físico para colocar mais”, relatou.

Gastando o equivalente a 15 mil reais, o condomínio instalou o sistema e constatou a economia diretamente na conta do DAEM. De um valor médio de 2,4 mil reais que se gastava em 2.007, hoje, com todos os aumentos nas tarifas, o prédio paga entre 750 e 1,2 mil reais por mês. Em oito anos, foi possível economizar muito dinheiro com uma solução de fácil implantação. Leia mais..

Calcular: Condomínio João XXIII instala moderno sistema de monitoramento

Legenda: Lúcia Helena Zanella Lima

Já entrou em operação o moderno sistema de monitoramento eletrônico que o Condomínio Edifício João XXIII instalou, há algumas semanas. Após um estudo detalhado sobre as melhores alternativas disponíveis em segurança condominial, a síndica Lúcia Helena Zanella Lima optou por um conjunto de equipamentos de ponta que se mostrou vantajoso na relação custo-benefício.

Cliente da Calcular – Administração e Terceirização de Condomínios há 14 anos, o Condomínio João XXIII localiza-se na Avenida Nelson Spielmann e conta com apartamentos de ótimo padrão. Por isso, os condôminos sempre apoiam os projetos que valorizam o empreendimento. No caso do sistema de monitoramento, instalado pela empresa Calctech, buscou-se aliar as soluções tecnológicas adequadas ao orçamento aprovado na assembleia.

“Hoje, com a facilidade de aquisição de equipamentos de custo acessível aos condomínios, é muito interessante que o porteiro tenha essa facilidade de poder acompanhar as áreas de fluxo de pessoas, sejam moradores, visitantes ou prestadores de serviço, através do monitor”, comentou a síndica.

Segundo Lúcia Zanella, “este é um investimento muito importante para qualquer condomínio. E a aquisição dos equipamentos, atualmente, está bem acessível”. Ela acrescentou que a segurança precisa merecer uma atenção especial e que, no caso de condomínios residenciais, todos os pontos estratégicos devem ser cobertores pela captação de imagens em tempo real.

A síndica explicou que solicitou “um projeto que facilitasse para a portaria no sentido de poder observar as entradas e saídas de carros, as garagem do subsolo e do térreo, o hall de entrada, os elevadores etc, para que pudéssemos ter ali uma segurança maior em termos disciplinar”. Conforme disse, “sabendo que está sendo monitorado, o condômino não tem mais problema de esquecimento de carrinho em elevador, por exemplo. Há uma série de vantagens”. Leia mais..

Calcular: Soluções inteligentes facilitam a gestão dos síndicos de condomínios

Legenda: Rogério Gattas, síndico do Trianon

A administração de condomínios, sejam residenciais ou comerciais, demanda uma série de procedimentos para que tudo funcione adequadamente. À frente da gestão dos condomínios, os síndicos desempenham um papel vital: dedicam seu tempo e energia para a solução de problemas e têm que tomar decisões rápidas e acertadas diante das intercorrências.

Por isso, uma administradora de condomínios experiente é uma importante aliada dos síndicos. A empresa deve estar atenta às suas necessidades e oferecer alternativas que visem agilizar o serviço, garantindo economia de tempo e, principalmente, de dinheiro. Na opinião do síndico do Condomínio Edifício Trianon, Rogério Romero Gattas, “neste mundo globalizado e virtual, a tendência é cada vez mais buscar novas tecnologias que podem suprir as necessidades do condomínio e reduzindo custos”.

Há 14 anos cliente da Calcular – Administração e Terceirização de Condomínios, o Trianon é um condomínios que se beneficiará do novo software de gestão que a empresa está implantando. “Segunda via de boletos, parcelamento de débitos, reserva de salão de festas, acesso a atas de assembleia e prestações de contas, tudo on line, facilitarão muito para os condôminos que não precisarão se deslocar até a Calcular”, destacou a diretora da empresa, Maria Thereza Brandão Lima. Leia mais..

Cliente Calcular, Condomínio João Paulo II Implanta Coleta de Óleo

Lúcia Zanela

As mudanças climáticas porque passa o planeta levaram os temas relacionados ao meio-ambiente a um novo patamar. Por isso, cada vez mais estão sendo estudadas alternativas para reduzir o impacto da poluição, como a implantação da coleta seletiva de lixo e o reaproveitamento de óleo saturado. Em Marília, o Condomínio Edifício João Paulo II iniciou uma campanha junto aos condôminos para coletar o óleo de fritura evitando-se o descarte incorreto.

Cliente da Calcular – Administração e Terceirização de Condomínios, há 25 anos, o João Paulo II disponibilizou um tambor para coleta do óleo vegetal saturado dos apartamentos. “Sempre achei bem interessante que o prédio desse um destino para esse óleo”, afirmou a síndica, empresária Lúcia Helena Zanella Lima.

Ela contou que a prática funciona com sucesso em um condomínio onde mantém um apartamento, na Capital: “Pude perceber a destinação que eles davam neste prédio, com informações aos moradores através de cartazetes colocados nos elevadores e tomei a iniciativa de trazer o modelo para o João Paulo II”. Como também é síndica do Edifício João XXIII, a empresária pretende, em breve, também levar a este condomínio a coleta de óleo. Leia mais..

Calcular implanta área de comunicação corporativa e de relacionamento com clientes

Foto: Silvana e Thereza Brandão, diretoras da Calcular

No ano em que comemora o 27º aniversário de fundação, a Calcular – Administração e Terceirização de Condomínios consolida-se no patamar de excelência, com que é reconhecida, ao implantar uma área de Comunicação Corporativa e de Relacionamento com Clientes. “Queremos nos antecipar às necessidades de nossos clientes, propondo soluções e mantendo-os informados sobre os assuntos do setor”, observou a sócia-proprietária, Maria Thereza Brandão Lima.

Ela explicou que a empresa, pioneira em Marília na administração condominial, foi buscar no mercado uma profissional para desenvolver a nova área: “A jornalista Célia Ribeiro tem uma sólida experiência em Comunicação Corporativa, já tendo atuado em grandes organizações como a Fundação Dr. Amaral Carvalho de Jaú, por 10 anos, e com passagens na iniciativa privada, terceiro setor e órgãos públicos de Marília. Ela veio reforçar a equipe da Calcular nessa nova fase”.

A diretora assinalou que, além do Serviço de Atendimento ao Cliente – SAC, que está sendo estruturado, “a Comunicação Corporativa abraçará os segmentos de Responsabilidade Social e de Sustentabilidade Ambiental da Calcular”. Thereza Brandão informou que “os síndicos terão à disposição uma estrutura para divulgar suas ações, com a comunicação interna junto aos condôminos, e também externamente, valorizando seus condomínios”. Leia mais..

Calcular e Secretária do Meio Ambiente

Um dos maiores condomínios residenciais de Marília, com 256 apartamentos distribuídos em 16 blocos, o ALTOS DA COLINA foi projetado para integrar os moradores à natureza.

A vasta área verde, permeada de jardins e árvores, reforça o diferencial de valorização da qualidade de vida. Por isso, foi um dos primeiros a manifestar interesse em implantar a coleta seletiva de lixo.

Leia mais..

Agência Bulboo Comunicao Digital